A estranha




Às vezes me sinto perdida, meio sem chão. Sendo uma pessoa estranha entre tanta gente que conheço e que convivi por tanto tempo. Fazendo e pensando de forma que ninguém mais pensa. Sinto-me excluída, sem importância, como se nunca tivesse feito diferença para ninguém. Os dias passam, nada acontece e eu não sei direito para onde ir. Vou deixando a onda me levar sem prestar muita atenção no caminho. Quero alguém, quero alguma coisa que não sei o que é.


Imagem da web.

Comentários

  1. Bom dia minha querida!
    Pois é, esse tipo de sentimento por vezes nos acompanha a todos...
    Por vezes sentimo-nos estranhas em nossa própria pele...
    Mas creio que é um sentimento passageiro, logo substituído por todas as coisas boas que a vida tem a oferecer...
    Bjs minha linda!
    Déia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida! Obrigada pelas palavras. Isso passa, tudo passa graças a Deus!
      Bjs

      Excluir
  2. Naty, entendo perfeitamente o que sente. Por muitos dias vaguei assim, sem direção. Hoje sei qual direção seguir, só estou juntando coragem para seguir. Espero que sua fase passe logo, que encontre seu caminho, seu lugar no mundo e siga, plena e segura. Um abraço, boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida! Meu caminho ainda não encontrei, mas o mundo não para e vamos seguindo. Obrigada pelo carinho.
      Bjs

      Excluir
  3. é incrível! Parece que fui eu que escrevi isso...
    Também me sinto assim muitas e muitas vezes...
    Um beijo enorme querida!
    Déia

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi! Obrigada pelo comentário! Ele será respondido aqui mesmo, tá?!
Volte sempre ;)

Postagens mais visitadas deste blog

Rapadurinha de Leite em pó

Feito Por Mim - Suporte para celular - D.I.Y

Papai Noel, Pai Natal ou Santa Claus