Vida Peregrina - Mariana Kalil

Primeiro uma historinha:
Era um sábado com um sol lindo e um ventinho gelado. 
Consegui sair mais cedo do extra e uma carona para não chegar tarde.
Quando fui chegando perto da livraria fui tomada por um frio na barriga, um suor gelado e um nervoso que não me permitiu falar muita coisa e ainda o pouco que falei soou meio "sem noção" quando recapitulei tudo mais tarde.
Assim que conheci a Mariana.
Não falei nada do que ensaiei desde que soube que ela viria. 
Fiquei mais tonta do que o normal e acabei esquecendo de tirar uma foto! 
Tem cabimento?
Dois passos fora da livraria e o pânico bateu: eu não tirei foto com ela!! (quase gritando no meio da calçada)
Resultado: a pessoa entra de novo sentindo o rosto ferver e assume o nervoso de novo. Pede desculpas pelo esquecimento e finalmente: a foto!
Senti não conhecer o Bento. Mas o Chico, marido paciente, é tão querido e simpático quanto a Peregrina!


Lendo o livro tive a sensação de ter recebido a visita da Mariana aqui em casa. Ela pareceu estar aqui do lado me contando todas aquelas histórias.
A leitura fluiu. 
Eu não tinha ideia de que iria rir e me emocionar tanto. Acompanho o blog, Por aí, e me divirto com as histórias e a facilidade que ela tem de nos contar coisas do dia-a-dia, com Chico e o Bento. E com o livro foi a mesma coisa.
O livro conta fatos da vida da autora. Fatos marcantes, alguns hilários e outros bem... tensos.
É super fácil de ler e, como eu já mencionei, gostoso como um bate papo. E tem ilustrações lindas!


"Sempre acreditei que quando vivemos uma vida incoerente com nossos desejos e com tudo aquilo que temos capacidade de ser, criar e realizar, aos poucos vamos nos desestimulando, desconfiando da própria vida e de nós mesmos."

"A verdade é que a capacidade de adaptação é útil até certo ponto. O pior quando se transforma em resignação. Adaptar-se é uma forma de sobreviver; resignar-se é morrer. É como dizer: já que não tem solução, deixa ficar assim. Ou melhor: deixa ficar assim para que tudo piore."

"Não quero mais ouvir falar em atriz que jura comer meio mamãozinho papaia com uma fatia de pão integral light coberta por uma fatia de peito de peru light e outra fatia de ricota light e afirma com a maior cara de pau do mundo que é feliz assim, Duvido."

Autógrafos do Bento e da Mariana e marcador fofo!!

Título: Vida Peregrina
Autora: Mariana Kalil
Editora: Dublinense
Páginas: 157

Nota: 5 estrelinhas!!! <3

*** Uma feliz e abençoada Páscoa!!! Que a paz permaneça e o amor renasça em todos os corações!! E muito chocolate pra vocês, hehehehe!***

Bjobjo

Comentários

  1. Oi, Naty, como vai?
    Puxa, me pareceu um livro muito interessante mesmo, adorei! Gosto de livros assim, que apresentam a vida como ela é, a partir de vivências do próprio autor. E também sou tímida, hahaha, em situações assim certamente ficaria com minha bochecha em brasas! Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Oi Vane!!
    Vou bem, obrigada! Com saudades dos blogs amigos (*-*).
    Essa acontecimento jamais vou esquecer, fiquei envergonhada, mas foi incrível!!! :D

    Bjus

    ResponderExcluir
  3. oi amada, passando pra dizer que amei a resenha do filme e que tem um presentinho pra ti no tititi da dri - passa lá, bjs
    http://tititidadri.blogspot.com.br/2014/05/the-cracking-chrispmouse-bloggywog-award_7.html

    ResponderExcluir
  4. Oi amore!!!
    Vou lá xeretar! Brigaduuuu!!

    Bjus

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Oi! Obrigada pelo comentário! Ele será respondido aqui mesmo, tá?!
Volte sempre ;)

Postagens mais visitadas deste blog

Rapadurinha de Leite em pó

Feito Por Mim - Suporte para celular - D.I.Y

Papai Noel, Pai Natal ou Santa Claus